Dicas Soin

Dicas Soin

A história dos inseticidas

A história dos inseticidas

Ao longo da história, diversos tipos de materiais de origem natural já foram usados contra os insetos, tais como o mercúrio, o arsênico, a nicotina, o tabaco.

O desenvolvimento de novos inseticidas foi alavancado pela necessidade de se criar produtos menos tóxicos. O notório DDT foi criado como uma alternativa mais segura, se comparado com os inseticidas anteriores que usavam arsênico em sua composição, por exemplo. No entanto, o uso exagerado da substância pode oferecer riscos à natureza e ao homem.

Dedetização

Com a popularização na aplicação doméstica do DDT, a partir dos anos 60, a ação de desinsetizar também passou a ser chamada de “dedetizar” (da pronúncia dedetê), sendo inclusive consagrado na música Mosca na Sopa, de autoria do cantor e compositor Raul Seixas, em 1973.

Hoje a palavra dedetização deve ser substituída por, desinsetização que significa desinsetizar o ambiente infestado, pois o grupo químico dos Organoclorados foi proibido a mais de 30 anos e o famoso DDT, assim como o BHC, Dodecacloro que foi amplamente usado nas iscas MIREX para controle de formiga saúva (Atta ssp), entre outros não são mais fabricados no Brasil.

O Ministério da Saúde do Brasil mantém registro de inseticidas de uso exclusivo para o ambiente urbano são os inseticidas domissanitários, pois é proibido o uso de inseticidas fitossanitários (usados na agricultura) nos ambientes urbanos

Técnicas de desinsetização

Há diversas técnicas de desinsetização de acordo com o tipo do local e a atividade desenvolvida no local a ser tratado considerando ainda a infestação e qual praga se pretende controlar. A desinetização para o controle de cupins de madeira seca ou subterraneos é chamda de Descupinização e envolve outras técnicas para o controle de insetos xilófagos (que comem madeira) que são bem diferentes do controle de insetos como baratas, moscas, formigas, etc.

Tipo de inseticida

OBS.: O UFFA É UM PRODUTO EM AEROSSOL. ACREDITO QUE DEVERIA SER RETIRADO O TEXTO EM VERMELHO POR FALAR EM DILUIÇÃO EM ÁGUA, QUE GERALMENTE SÃO INSETICIDAS PROFISSIONAIS E NÃO DOMÉSTICOS.

O inseticida deve ser diluído em água de acordo com as informações do fabricante. Geralmente os inseticidas são classificados de PRONTO USO para as pessoas comprarem em supermercados e afins e utilizá-los em suas casas (Conheça o multinseticida UFFA). Geralmente são inseticidas que não deixam resíduos químicos. Já os inseticidas para USO EXCLUSIVO POR EMPRESAS ESPECIALIZADAS só podem ser comprados e manipulados por pessoas treinadas, as empresas de Controle de Vetores e Pragas Urbanas têm em seu quadro de funcionários o Responsável Técnico conforme a legislação vigente no Brasil e nos Estados da Federação e os Aplicadores são pessoas aptas a trabalhar com esses produtos domissanitários sob supervisão do Responsável Técnico. Além disso, as EMPRESAS ESPECIALIZADAS devem renovar o ALVARÁ DE FUNCIONAMENTO todos os anos até o dia 31 de março, os aplicadores devem passar por exames médicos periódicos a cada ano conforme o PPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais e o PCMSO – Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional da empresa.



Dicas de organização pessoal?

Blog Ana Afonso